terça-feira, 23 de março de 2010

Um curta para uma vida mais curta ainda





Cena 1 - Int. / Noite / Apartamento - Sala


Câmera com close nos olhos fechados da mulher embriagada sentada no sofá da sala. Ela está largada, não está consciente.
Uma luz muito forte aparece em sua janela, transformando a escuridão daquela noite em dia. 
A mulher abre os olhos, mas parece não entender direito do que se trata.
Ela ouve uma voz em off que diz:


_ O que você está fazendo com a vida que te dei?


Horrorizada, a mulher senta-se no sofá, olhando indignada para a luz. Mas a voz continua:


_ Você não percebe que está se matando, que está se entregando para uma morte que poderia levar anos para acontecer. O que há com você? Por quê você não luta? Eu te dei saúde, eu te dei felicidade, eu te dei a oportunidade de ter uma família com um casal de filhos saudáveis, eu te dei a maior parte das coisas que me pediu, e agora isso?


Então, a mulher coça os olhos e diz:


_ Mas sou infeliz porque sou sozinha, não tenho ninguém ao meu lado.


Câmera focaliza latas de cervejas vazias e jogadas no chão, copos com vodka pela metade.
A voz em off continua:


_ Você tem ao seu lado a sua família, os seus filhos, a sua neta, você tem as pessoas que lhe amam de verdade. Isso é pouco?


E a mulher responde:


_ Não, mas eu queria mais. 


Voz em off:


_ E por quê não se ajuda para conseguir o que mais você quiser?


Mulher:


_ Porque eu não tenho mais forças. Minhas forças são usadas para uma palavra amarga, para outra reclamação, para querer que a vida fosse diferente, para amaldiçoar quem está ao meu lado e não vê o quanto eu estou sofrendo com tudo isso.


Voz em off:


_ Não é só você quem sofre com tudo isso. E não são apenas as suas forças que estão acabando. Se você não fizer nada, sua vida se esgotará antes que possa perceber o que tem feito com ela. Ficará sozinha, abandonada e entregue à escuridão que sempre teve medo. Seu egoísmo irá lhe tirar o que você mais ama e eu não posso fazer nada para impedí-los.









Um comentário:

  1. Wow, sis. No other comments. I think wow is enough.

    ResponderExcluir